Carregando...



Angioskope

INOVAÇÃO DESDE 2008


O Balão Intragástrico Spatz3, é uma evolução do Balão tradicional, conferindo a ele características que o tornam o mais modernos atualmente. O tempo de permanência do balão, ou seja, do tratamento é de cerca de 9 meses, o que confere ao paciente um período maior para perda de peso e para adquirir novos hábitos alimentares.

O Balão Spatz3 é reajustável, ou seja, podemos aumentar e diminuir o volume do balão durante o tratamento. Desta forma, para aqueles pacientes que na fase de adaptação apresentam vômitos excessivos, podemos diminuir o volume do balão e evitar a retirada precoce do mesmo.

Por volta dos 6 meses de tratamento, o volume do balão poderá, caso necessário, ser aumentado, incrementando a ação do balão, que volta a ter um efeito semelhante ao do início do tratamento, gerando uma maior perda de peso.  No restante, o balão SPATZ comporta-se da mesma maneira que os balões convencionais. Temos outros posts explicando como funciona o balão intragástrico.

O SPATZ 3 é ideal para pacientes com maiores graus de obesidade (graus II e III), visto que terão mais tempo para a perda de peso, para aqueles que já utilizaram o balão intragástrico antes e desejam usar novamente, bem como para pacientes que já se submeteram à cirurgia plástica de abnominoplastia. Na Angioskope contamos com equipe multidisciplinar para conduzir o tratamento da maneira mais eficaz possível, possibilitando a conquista das metas.

Este é um tratamento não coberto por planos de saúde. Para mais informações agende uma consulta pelos telefones 12 39415107 ou 12 39415452. Em nossa página do Facebook você pode obter informações mais detalhadas inbox.



Há uma tendência do paciente que almeja emagrecer com o balão gástrico em subestimar o valor do nutricionista e do profissional de educação física nesse processo.
Temos observado uma diferença relevante na perda ponderal naqueles pacientes que optaram e seguiram à risca as orientações dos profissionais e aqueles que não o fizeram. A despeito disso, sabemos que o que sustentará a perda pós-retirada de balão será essencialmente um novo padrão alimentar e as atividades físicas.
A grande vantagem do acompanhamento: APRENDER a comer. Marta Nicolli de Albuquerque é uma profissional de inteira confiança, com larga experiência em acompanhar pacientes com balão no estômago e com um currículo invejável dentro da ciência da nutrologia.
Na ANGIOSKOPE o paciente é seguido de perto, orientado e acompanhado pelo personal trainer Mateus Motta durante o tratamento com o balão. Suas expertises na perda de peso efetiva em pacientes portadores de balão é pilar de fundamental importância no processo.
Introduzir e retirar o balão do seu estômago é a parte médica que cabe ao endoscopista e faremos isso da maneira mais segura possível. No entanto, após a colocação, durante os seis meses de permanência dele, haverão sintomas variados, que podemos ajudar a diminuir com medicamentos, mas a nutricionista poderá resolvê-los de uma forma mais saudável, apenas mudando o caráter da dieta ingerida. Para tanto, Marta coloca à disposição de nossos pacientes o celular pessoal, para ser acessado a qualquer tempo, o que certamente difere de um acompanhamento profissional suportado por convênios médicos.
Sempre digo aos pacientes que procuram a ANGIOSKOPE: se você quer emagrecer faça sua parte, se você quer ser emagrecido, creio que não poderemos ajudar. Tudo o que você fizer com força de vontade durante o tratamento com o balão influenciará e muito seus resultados finais. Tudo o que você fizer aquém do que poderia ser o melhor, influenciará negativamente nesses resultados. Você estará se boicotando! Emagrecer não é fácil, mas vale a pena. É sua saúde! Seu corpo é seu bem mais precioso! Estaremos juntos nessa empreitada. Eu, você, a Marta e o Mateus, mas certamente o mérito maior do sucesso será seu. Dra. Anna Carolina Hoff

 



Os valores praticados em nossos orçamentos se referem apenas ao procedimento médico do balão intragástrico, qual seja, colocação, retirada e o custo do próprio balão.

Poderão estar incluídos os outros tratamentos multidisciplinares como nutricionista e educador físico durante o tratamento com o balão, a depender do plano escolhido. Despesas hospitalares- se necessárias- psicólogo e outras especialidades médicas não estão incluídas.

Nenhum convênio médico cobra qualquer despesa do procedimento, apenas os exames solicitados indispensáveis para o tratamento podem ser realizados pelo seu convênio.

Agende sua consulta cortesia para tirar suas dúvidas e informações sobre os custos do tratamento. Parcelamos em até 10 vezes no cartão de crédito.



O paciente é submetido a uma sedação semelhante ao de um procedimento de endoscopia digestiva, um pouco mais demorada que aquela, ou seja, não é necessária uma cirurgia. Na grande maioria dos pacientes o procedimento é realizado nas próprias dependências da Clínica Angioskope.

O médico monitora a sua função cardíaca e respiratória, proporcionando conforto e segurança ao paciente durante todo o procedimento de colocação do balão.

O volume de liquido dentro do balão não está relacionado a quantidade de peso a se perder e sim a anatomia gástrica de cada paciente. Em adultos, normalmente, é necessário entre 600 e 700 ml de solução para preenchimento satisfatório do balão.

Após a colocação, o balão é preenchido com soro fisiológico, reduzindo o espaço interno do estômago, induzindo à saciedade precoce.

 



O uso do balão estaria indicado nos pacientes:

1-Com índice de massa corpórea (IMC) acima dos 35 com doenças associadas à obesidade, refratários ao tratamento clínico, ou que apresentam contra-indicação/recusa ao tratamento cirúrgico;

2-Com IMC menor que 35 e doenças associadas à obesidade, que são refratários ou há contra-indicação para o tratamento clínico;

3-Com IMC maior que 50 para prepará-lo ou selecioná-lo para uma cirurgia bariátrica posteriormente.



1-Na verdade, qualquer cirurgia realizada no estômago ou esôfago torna o procedimento de balão proibitivo. Inclusive cirurgias de úlceras, de correção de hérnia de hiato (válvula antirrefluxo), etc. O estômago necessita estar completamente integro, sem fibroses ou emendas cirúrgicas para que seja possível o uso do balão.

2-Dependência de álcool ou drogas

3-Úlcera gástrica ou duodenal em fase ativa

4-Uso crônico de anticoagulantes sem possibilidade de interrupção

5-Doenças do colágeno descompensadas

6-Doença inflamatória intestinal em atividade (Crohn, RCUI)

7-Hérnia hiatal > que 5cm

8-Idade avançada (> 75 anos)

9-Esofagite grau III ou mais- necessita de tratamento antes da colocação do balão

10-Uso crônico de antiinflamatórios

11-Cirrose Hepática

12-Insuficiência Renal Crônica

13-Gravidez

14-SIDA



Diferença entre Balão Intragástrico e Endossutura.

Quem pode usar o Balão Intragástrico?

Posso colocar o balão intragástrico estando grávida?

O que acontece se eu engravidar durante o tratamento?
Recomendamos cuidado extra com contraceptivos. Durante a adaptação do balão, onde os episódios de vômitos são comuns, solicitamos usar outro método que não o contraceptivo oral. Se houver gravidez, o consenso é retirar o dispositivo no segundo trimestre da gravidez, ou seja, interrompendo o tratamento com o balão precocemente. O balão não interfere em nada com a formação do feto, mas uma provável desnutrição causada por ele sim.

Posso sentir o balão intragástrico dentro do meu estômago?
A sensação de que existe algo diferente dentro do estômago ao colocar o balão intragástrico varia de pessoa para pessoa. Durante o tratamento é possível que você sinta o balão no estômago, mas após um curto período de tempo essa sensação diminui.

Depois de colocar o balão intragástrico terei restrições em minhas atividades?
Após 3 dias da colocação do balão intragástrico normalmente você pode prosseguir com as atividades do dia a dia, inclusive os exercícios físicos, porém de leve intensidade. Também é importante seguir as orientações médicas e evitar a prática de exercícios de alto impacto, como por exemplo, boxe.

Com a colocação do balão intragástrico não vou sentir mais fome?
O balão intragástrico não vai tirar sua fome, mas tende a diminuí-la! Isto ocorre pois ao colocar o balão, ele passa a ocupar um espaço em seu estômago causando um efeito restritivo à ingestão de alimentos bem como provocando uma sensação de saciedade precoce. Isso é mais evidente nos três primeiros meses de tratamento. O resultado é que você irá comer menos, pois logo estará satisfeito com uma menor quantidade de comida ingerida. Espera-se que esse hábito perdure após a retirada do balão.

Ao colocar balão intragástrico vou precisar tomar alguns remédios?
Como em qualquer tratamento médico, os remédios são necessários para dar apoio ao processo, especialmente na fase inicial de adaptação. Durante toda a permanência do balão é preciso, por exemplo, controlar a acidez do estômago com o uso constante de medicação específica (prazóis).

Pode ocorrer vazamento do líquido do balão intragástrico?
Há uma incidência baixíssima de vazamento de líquido do balão descritos na literatura médica mundial, assim como na nossa larga experiência (7 balões em 1000 no prazo de garantia). O balão é preenchido por um líquido azul e caso haja extravasamento do mesmo o portador do balão urinará várias vezes muito esverdeado. Então o paciente entrará em contato com o médico para uma avaliação endoscópica do balão e possivelmente sua retirada (se no período de garantia – troca). Se não for possível a retirada dentro de 72 horas, há um risco, ainda que pequeno, do balão migrar para o intestino.

O balão intragástrico pode se romper dentro do meu estômago?
Sim, é possível isso acontecer, especialmente com o passar do tempo, devido a ação do suco gástrico, alimentos e fungos sobre a parede do balão, que vai se fragilizando e pode romper, especialmente após o sexto mês. Isso é muito raro e não é motivo de preocupação, haja visto que, além da denúncia na urina verde, o balão com o qual trabalhamos tem excelente qualidade, reconhecida mundialmente.

É preciso fazer acompanhamento médico durante o tratamento?
Na ANGIOSKOPE indicamos acompanhamento médico multidisciplinar durante o tratamento com o balão intragástrico. Profissionais das áreas de nutrição e educação física poderão estar inclusos no nosso pacote de tratamento, porém um endocrinologista e psicóloga podem ajudar você a perder mais peso do que perderia somente com os resultados da presença do balão em seu estômago. Estudos demonstram que atividade física com regularidade trazem uma perda de 20 a 40% a mais nestes pacientes do que naqueles que não a fizeram. De qualquer forma o fundamental para que o tratamento renda bons resultados é que você seja o seu próprio aliado, que procure se adaptar às orientações médicas e manter um comportamento mais saudável.

Após retirar o balão intragástrico eu nunca mais voltarei a engordar?

A manutenção do peso, independente do método escolhido para o emagrecimento, depende de disciplina, mudança de hábitos e força de vontade. Durante os meses de tratamento procure seguir as orientações de profissionais para uma reeducação alimentar, adquirindo hábitos alimentares mais saudáveis, manter o seu equilíbrio psicológico, bem como a prática de atividades físicas, pois é isso que irá garantir a manutenção do peso depois da retirada do balão intragástrico. A proposta do balão é emagrecer. Manter o resultado sempre será um ônus da pessoa que conseguiu emagrecer. Isso vale para balão, remédios e cirurgias bariátricas.

A colocação do balão pode provocar alguns efeitos colaterais?
Nas primeiras 72 horas após a colocação do balão é bastante comum que você sinta muito enjôo, vômitos e dor abdominal. Normalmente estes sintomas diminuem muito após o 5o dia. Isso acontece porque o organismo precisa se adaptar à presença do balão intragástrico, que é interpretado como um corpo estranho que está estimulando contrações intensas no início do tratamento. Após esse período de adaptação, o desconforto diminui bastante e você pode prosseguir com suas atividades diárias, inclusive exercícios físicos indicados pelo médico. De qualquer forma serão prescritos medicamentos para tentar controlar ao máximo estes efeitos colaterais. Vale lembrar que cada organismo é diferente do outro, e embora estatisticamente sejam 3 a 4 dias de mal-estar, isso é imprevisível quando pensamos em cada indivíduo.

Após 6 meses de permanência com o balão intragástrico eu realmente necessito retirá-lo?
Essa é uma decisão médica. O prazo máximo de permanência do balão intragástrico dentro do estômago no intuito de perder peso é de seis meses. Não importa a marca do balão ou o endoscopista. Sua permanência após esse período ajudaria apenas a manter uma reeducação alimentar. Se você desejar perder mais peso com esse método, você pode colocar um novo balão intragástrico, geralmente no mesmo dia da retirada do primeiro balão, ou respeitando o período de três meses após a retirada.

Há garantias de resultados, ou seja, de que irei realmente emagrecer colocando o balão?
Não. Como qualquer tratamento médico não há garantia de resultados. Infelizmente o resultado do tratamento não dependerá somente do balão. Dependerá de inúmeros fatores, intrínsecos e extrínsecos ao paciente, tais como se o paciente seguirá corretamente o tratamento, com acompanhamento nutricional adequado, exercícios físicos e restrição calórica. Além disso, cada organismo tem uma velocidade de perda e infelizmente alguns pacientes podem perder menos peso do que o esperado. Normalmente, a meta é de perda de 4 a 5 pontos do seu IMC atual ou 20% do peso atual.



O que é e como funciona?

O balão intragástrico é um dispositivo de silicone, preenchido com soro fisiológico, que permanece dentro do estômago por um período que varia entre seis meses a um ano.
É um método de emagrecimento que encontra-se entre o tratamento clínico e o cirúrgico. Não há cortes, não há internação, e é colocado de maneira ambulatorial, durante a endoscopia, sob sedação, e não anestesia geral, e a alta é dada no mesmo dia, cerca de uma hora após sua colocação.
O balão intragástrico traz resultados maravilhosos desde que o paciente se empenhe durante o tratamento: ele é um grande aliado na mudança dos hábitos alimentares e na adoção de um novo estilo de vida, pois de fato são estes os pilares que sustentarão qualquer perda de peso, em qualquer tratamento, durante o resto da vida.
Pessoas que apresentem IMC acima de 27, que não tenham sido submetidas à cirurgias em esôfago e estômago, que não apresentem hérnias de hiato muito volumosas podem ser submetidas ao método.
O balão ocupa uma boa parte do estômago, preenchendo espaço e “pesando”, dando ao paciente a sensação de saciedade, tanto física, como por meio de estímulos hormonais enviados para o cérebro, permitindo que a adaptação à mudança de estilo de vida seja muito mais fácil.
Vamos pensar no balão fazendo um efeito “rolha”. Ocupando a parte alta do estômago e ao mesmo tempo dificultado a passagem dos alimentos para as demais regiões gástricas, o pacinte obtém uma saciedade mais precoce-com menos alimentos- e também mais prolongada-pois a digestão fica mais lenta. Desta maneira há menor ingestão de alimentos e maior perda de peso do que somente aderindo à mudança dos hábitos.
Aliando a prática de exercícios físicos ao tratamento, direcionamos as perdas para o excesso de gordura, preservando a massa muscular, que será muito importante para manter o peso nos níveis adequados após a retirada do dispositivo.

Tipos de balões

Balão Intragástrico Orbera

O Balão Intragástrico Orbera é um tratamento endoscópico de combate à obesidade. Esse método consiste na colocação de uma prótese de silicone em formato de esfera, preenchida por água e azul de metileno, a qual é inserida no estômago do paciente. As próteses comportam um volume entre 400 a 700 ml, com o volume determinado de acordo com a necessidade identificada para cada paciente.

O procedimento com Balão Intragástrico não é cirúrgico, portanto não envolve anestesias e cortes. A prótese é colocada e retirada por meio da endoscopia com pronta recuperação, e alta imediata.

Balão Intragástrico Spatz.

O Balão Intragástrico Spatz3, é uma evolução do Balão tradicional, conferindo a ele características que o tornam o mais modernos atualmente. O tempo de permanência do balão, ou seja, do tratamento é de cerca de 9 meses, o que confere ao paciente um período maior para perda de peso e para adquirir novos hábitos alimentares.

O Balão Spatz3 é reajustável, ou seja, podemos aumentar e diminuir o volume do balão durante o tratamento. Desta forma, para aqueles pacientes que na fase de adaptação apresentam vômitos excessivos, podemos diminuir o volume do balão e evitar a retirada precoce do mesmo.

Por volta dos 6 meses de tratamento, o volume do balão poderá, caso necessário, ser aumentado, incrementando a ação do balão, que volta a ter um efeito semelhante ao do início do tratamento, gerando uma maior perda de peso.  No restante, o balão SPATZ comporta-se da mesma maneira que os balões convencionais. Temos outros posts explicando como funciona o balão intragástrico.

O SPATZ 3 é ideal para pacientes com maiores graus de obesidade (graus II e III), visto que terão mais tempo para a perda de peso, para aqueles que já utilizaram o balão intragástrico antes e desejam usar novamente, bem como para pacientes que já se submeteram à cirurgia plástica de abnominoplastia. Na Angioskope contamos com equipe multidisciplinar para conduzir o tratamento da maneira mais eficaz possível, possibilitando a conquista das metas.

Quem pode usar o Balão Intragástrico?

Indicação

O uso do balão estaria indicado nos pacientes:

1-Com índice de massa corpórea (IMC) acima dos 35 com doenças associadas à obesidade, refratários ao tratamento clínico, ou que apresentam contra-indicação/recusa ao tratamento cirúrgico;

2-Com IMC menor que 35 e doenças associadas à obesidade, que são refratários ou há contra-indicação para o tratamento clínico;

3-Com IMC maior que 50 para prepará-lo ou selecioná-lo para uma cirurgia bariátrica posteriormente.

Contraindicação

1-Na verdade, qualquer cirurgia realizada no estômago ou esôfago torna o procedimento de balão proibitivo. Inclusive cirurgias de úlceras, de correção de hérnia de hiato (válvula antirrefluxo), etc. O estômago necessita estar completamente integro, sem fibroses ou emendas cirúrgicas para que seja possível o uso do balão.

2-Dependência de álcool ou drogas;

3-Úlcera gástrica ou duodenal em fase ativa;

4-Uso crônico de anticoagulantes sem possibilidade de interrupção;

5-Doenças do colágeno descompensadas;

6-Doença inflamatória intestinal em atividade (Crohn, RCUI);

7-Hérnia hiatal > que 5cm;

8-Idade avançada (> 75 anos);

9-Esofagite grau III ou mais- necessita de tratamento antes da colocação do balão;

10-Uso crônico de anti-inflamatórios;

11-Cirrose Hepática;

12-Insuficiência Renal Crônica;

13-Gravidez;

14-Pacientes com SIDA (Síndrome da imunodeficiência adquirida);

Colocação e retirada do Balão intragástrico

O paciente é submetido a uma sedação semelhante ao de um procedimento de endoscopia digestiva, um pouco mais demorada que aquela, ou seja, não é necessária uma cirurgia. Na grande maioria dos pacientes o procedimento é realizado nas próprias dependências da Clínica Angioskope.

O médico monitora a sua função cardíaca e respiratória, proporcionando conforto e segurança ao paciente durante todo o procedimento de colocação do balão.

O volume de liquido dentro do balão não está relacionado a quantidade de peso a se perder e sim a anatomia gástrica de cada paciente. Em adultos, normalmente, é necessário entre 600 e 700 ml de solução para preenchimento satisfatório do balão.

Após a colocação, o balão é preenchido com soro fisiológico, reduzindo o espaço interno do estômago, induzindo à saciedade precoce.

 

Custos do tratamento

Os valores praticados em nossos orçamentos se referem apenas ao procedimento médico do balão intragástrico, qual seja, colocação, retirada e o custo do próprio balão.

Poderão estar incluídos os outros tratamentos multidisciplinares como nutricionista e educador físico durante o tratamento com o balão, a depender do plano escolhido. Despesas hospitalares- se necessárias- psicólogo e outras especialidades médicas não estão incluídas.

Nenhum convênio médico cobra qualquer despesa do procedimento, apenas os exames solicitados indispensáveis para o tratamento podem ser realizados pelo seu convênio.

Clique aqui e veja as perguntas mais frequentes sobre o balão intragástrico

Agende sua consulta cortesia para tirar suas dúvidas e informações sobre os custos do tratamento. Parcelamos em até 10 vezes no cartão de crédito.

Na Angioskope nossa equipe multidisciplinar é especializada em tratamento com o balão intragástrico. Para os que se engajam no processo, os resultados são excepcionais. E aliamos a melhora da saúde com novas medidas para melhora da auto estima.

Dra. Anna Carolina Hoff
Endoscopista
Angioskope


angioskope-logo-branco-320x90

Profissionais médicos atuantes e técnicos auxiliares capacitados durante a realização dos procedimentos, bem como aparelhos de última geração também fazem parte do arsenal da clínica para trazer aos nossos clientes um atendimento compatível com aquilo que pregamos.

Facebook



Quer saber mais?
Acesse nossas redes sociais

Angioskope 2017. Todos os direitos reservados.