SLEEVE

Gastroplastia, também chamada de cirurgia bariátrica, cirurgia da obesidade ou ainda de cirurgia de redução do estômago, é, literalmente, a plástica do estômago (gastro = estômago, plastia = plástica) que tem como o objetivo reduzir o peso de pessoas com o IMC muito elevado. É uma cirurgia realizada em pessoas com o peso muito acima do ideal, os chamados obesos mórbidos. O Brasil é o 2.º colocado em número absoluto de cirurgias bariátricas, com 60 mil por ano, ficando atrás apenas dos EUA, onde são realizadas 300 mil.

SLEEVE

Existem três tipos básicos de cirurgias bariátricas: restritivas, mistas e disabsortivas. As cirurgias que apenas diminuem o tamanho do estômago são chamadas do tipo restritivo (Banda Gástrica Ajustável, Gastroplastia Vertical com Bandagem ou Cirurgia de Mason e a Gastroplastia Vertical em “Sleeve”). A perda de peso se faz pela redução da ingestão de alimentos. Existem também as cirurgias mistas, nas quais há a redução do tamanho do estomago e um desvio do trânsito intestinal. Há, além da redução da ingestão, a diminuição da absorção dos alimentos. As cirurgias mistas podem ser predominantemente restritivas (derivação Gástrica com e sem anel) e predominantemente disabsortivas (derivações bileopancreáticas).

Antes da cirurgia todo paciente precisa ser avaliado individualmente, devendo ser submetido a uma avaliação clínico-laboratorial que inclui – além da aferição da pressão arterial – dosagens da glicemia, lipídeos e outras dosagens sanguíneas, avaliação das funções hepática, cardíaca e pulmonar. A endoscopia digestiva e a ecografia abdominal são importantes procedimentos pré-operatórios. A avaliação psicológica também faz parte dos procedimentos pré-operatórios obrigatórios. Pacientes com doença psiquiátrica grave devem ser tratados antes da cirurgia.

PERGUNTAS FREQUENTES

Uma Gastroplastia Endoscópica é um procedimento redução de estômago minimamente invasivo. É um procedimento de perda de peso oferecido aos pacientes que são candidatos a um procedimento bariátrico ou contraindicado a uma cirurgia bariátrica.

Usando um dispositivo endoscópico de sutura, o endoscopista reduz o volume do estômago, resultando em forma de um tubo gástrico. O paciente é colocado sob anestesia geral e o médico inicia uma endoscopia. As suturas são inseridas em um padrão específico da parte distal do estômago (antro) até o fundo gástrico.

Para estar apto ao procedimento, o paciente deve apresentar o IMC mínimo de 30 (obesidade grau I), não havendo limite máximo de IMC. Portanto, o procedimento está indicado para todos os graus de obesidade (I, II e III). Está indicado também para pacientes que já realizaram cirurgia bariátrica no passado e voltaram a ganhar peso (reganho de pelo menos 10% do peso mínimo alcançado após a cirurgia bariátrica).

CONSULTA GRÁTIS