INSUFICIÊNCIA ARTERIAL

Ele é um aparelho que, acoplado à ponta do endoscópio, permite a realização de sutura (dar pontos) endoscópica “full thickness” (que pega toda a parede do estômago), tudo por ENDOSCOPIA, sem cortes, sem cirurgia, com muito mais segurança, e com alta no mesmo dia.

TÍTULO 2

Este procedimento é indicado para quem tem IMC acima de 30 (Obesidade grau I), é uma “cirurgia bariátrica” tipo Sleeve por endoscopia. Nesta modalidade, o estômago tem o seu volume significativamente diminuído (são dados pontos no estômago por dentro, fazendo com que ele “murche”. Ele adquire a forma de um tubo, fica tunelizado, comportando uma quantidade de comida infinitamente menor).
O procedimento é realizado integralmente por endoscopia, sem cortes, com recuperação imediata e alta no mesmo dia.

O procedimento geralmente tem durabilidade média de 45 a 90 minutos. É realizada em ambiente hospitalar sob anestesia geral administrada por um anestesiologista. O controle pós procedimento do paciente é mantido em regime hospitalar por 12 a 24 horas, com início à dieta líquida progressiva. O tratamento é mantido inicialmente com anti-ácidos, analgésicos e anti-eméticos na demanda necessária durante a primeira semana.

O procedimento da Gastroplastia Endoscópica é semelhante à cirurgia de Sleeve gástrico, mas é uma opção não cirúrgica. Todo o procedimento é feito através da boca para que não haja incisões necessárias. O procedimento reduz o tamanho do estômago em três vezes o tamanho de sua capacidade original. Um benefício em comparação com a cirurgia é ser um procedimento reversível. Além disso, pode ser refeito caso o paciente necessite de novo redimensionamento do seu estômago. É preferido por alguns pacientes que são contraindicados para a Cirurgia Bariátrica, ou optam por não a fazer.

PERGUNTAS FREQUENTES

Uma Gastroplastia Endoscópica é um procedimento redução de estômago minimamente invasivo. É um procedimento de perda de peso oferecido aos pacientes que são candidatos a um procedimento bariátrico ou contraindicado a uma cirurgia bariátrica.

Usando um dispositivo endoscópico de sutura, o endoscopista reduz o volume do estômago, resultando em forma de um tubo gástrico. O paciente é colocado sob anestesia geral e o médico inicia uma endoscopia. As suturas são inseridas em um padrão específico da parte distal do estômago (antro) até o fundo gástrico.

Para estar apto ao procedimento, o paciente deve apresentar o IMC mínimo de 30 (obesidade grau I), não havendo limite máximo de IMC. Portanto, o procedimento está indicado para todos os graus de obesidade (I, II e III). Está indicado também para pacientes que já realizaram cirurgia bariátrica no passado e voltaram a ganhar peso (reganho de pelo menos 10% do peso mínimo alcançado após a cirurgia bariátrica).

CONSULTA GRÁTIS