Hérnia de Hiato

Hérnia de hiato é o posicionamento do estômago, o qual é normalmente situado no abdômen, dentro do tórax, através do hiato diafragmático.

Existem 3 tipos, denominadas como:

  • Hérnia de hiato por deslizamento.
  • Hérnia de hiato paraesofágica.
  • Hérnia de hiato mista.

A hérnia de hiato por deslizamento é a mais comum, representando 95% de todas as hérnias hiatais. Essa anormalidade é encontrada em torno de 10% da população.

Quais os sintomas?

Na verdade, os sintomas são decorrentes do refluxo gastroesofágico. A presença da hérnia confirma o mau funcionamento da barreira anti-refluxo existente entre o estômago e o esôfago.

Como é feito o diagnóstico?

Os sintomas são, geralmente, de refluxo. A partir dai se inicia a investigação da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) e através da realização dos exames pode-se diagnosticar a hérnia hiatal como um fator predisponente a DRGE.

Alguns exames podem ser solicitados para se diagnosticar, como o raio-x contrastado do esôfago, estômago e duodeno (EED) e a endoscopia digestiva alta.

Qual o papel da endoscopia no diagnóstico?

É possível a avaliação indireta do deslizamento do estômago para o interior do tórax. Durante a endoscopia pode-se observar alguns sinais sugestivos da formação da hérnia hiatal.

Qual o tratamento?

Teoricamente, o tratamento propriamente dita é cirúrgico. No entanto, um conjunto de achados clínicos deve ser avaliado, como a intensidade da DRGE, o grau da esofagite, o estado clínico do paciente, a idade, entre outros fatores.

O tratamento clínico não trata a hérnia hiatal em si, mas é capaz de tratar a DRGE.

Em suma, o tratamento deve ser individualizado, avaliando-se alguns fatores, até mesmo a tolerância e a melhora do paciente ao tratamento clínico.

Competência, confiança e tecnologia a favor da sua saúde. Tratamentos para obesidade, angiologia e exames.