Carregando...

Câncer de Esôfago

———————–
O que é câncer de esôfago?
———————–
O câncer de esôfago (carcinoma epidermóide) é um tumor maligno que está presente em aproximadamente 8 casos por 100.00 habitantes no Brasil. Tem um predomínio em pessoas do sexo masculino, principalmente entre 50 e 60 anos de idade.

É uma doença grave, que quando diagnosticada precocemente tem um índice de sobrevida menos assustador.

———————–
E quais os fatores que podem favorecer o surgimento do câncer de esôfago?
———————–
O tabagismo e o alcoolismo por longo tempo são os principais fatores de risco para esse câncer no nosso país. Outros fatores de risco também foram identificados, como a tilose, o esôfago de Barrett, a acalásia, o consumo exacerbado de bebidas quentes e as más condições de higiene.

Alguns grupos específicos de pacientes devem receber uma atenção especial devido ao maior risco de desenvolverem câncer de esôfago, como por exemplo os pacientes que ingeriram soda cáustica no passado e pacientes portadores de tumores de cabeça e pescoço.

———————–
E quais os sintomas do câncer de esôfago?
———————–
O principal sintoma do câncer de esôfago é a disfagia (dificuldade para engolir). Geralmente é progressiva, ou seja, inicia-se a dificuldade para engolir alimentos sólidos até se tornar impossível a ingestão de líquidos. Vômitos, salivação, emagrecimento importante e hematêmese (vômito com sangue) podem acompanhar o quadro clínico.

———————–
E como se faz o diagnóstico do câncer de esôfago?
———————–
Uma história clínica detalhada e um bom exame físico são fundamentais para se levantar a suspeita da doença.

Alguns exames complementares devem ser solicitados, como raio-x com contraste do esôfago (esofagograma), endoscopia digestiva alta com biópsia da lesão encontrada, e quando necessário, tomografia e broncoscopia.

Na endoscopia pode-se realizar a visualização direta do tumor e obter biópsias dessa lesão para confirmação através do exame anatomopatológico (microscópico). Além disso, a endoscopia tem um papel importante no auxílio ao tratamento do câncer esofagiano. Pode promover um tratamento paliativo do tumor, fazendo o paciente suportar melhor o tratamento definitivo proporcionando uma melhor qualidade de vida.

———————–
E como é feito o tratamento paliativo do câncer de esôfago por endoscopia?
———————–
Com o passar do tempo, o tumor pode crescer demasiadamente e ocluir a passagem do alimento pelo esôfago, impedindo o paciente de se alimentar.

Através da endoscopia é possível se fazer uma tunelização (“reabrir o caminho”) do tumor para que o paciente possa voltar a se alimentar.

Essa tunelização pode ser feita através da aplicação de algumas substâncias líquidas nos tumor, através de eletrocoagulação, plasma de argônio ou laser. Com o avanço dos equipamentos de endoscopia, algumas próteses foram desenvolvidas. Atualmente, as mais utilizadas são as próteses metálicas auto-expansivas, as quais são posicionadas entre o tumor (por endoscopia), causando uma força radial, mantendo-o aberto, e logo, favorecendo a deglutição do paciente.

———————–
E o tratamento curativo do câncer de esôfago?
———————–
A endoscopia pode atuar no câncer de esôfago precoce, onde através de uma técnica específica pode-se remover a lesão. Infelizmente o diagnóstico do câncer de esôfago precoce ainda é infreqüente. Quando o tumor já se apresenta na forma avançada, a radioterapia, a quimioterapia e a cirurgia (esofagectomia) são alguns métodos utilizados no tratamento.


Um Comentário

  • Karina Ribeiro da Silva

    em

    Estou acima do peso tenho trombose não consigo emagrecer estou cm dificuldades até de caminharemos convênio mediplam sorocaba

    Resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados *


angioskope-logo-branco-320x90

Profissionais médicos atuantes e técnicos auxiliares capacitados durante a realização dos procedimentos, bem como aparelhos de última geração também fazem parte do arsenal da clínica para trazer aos nossos clientes um atendimento compatível com aquilo que pregamos.

Facebook



Quer saber mais?
Acesse nossas redes sociais

Angioskope 2017. Todos os direitos reservados.